LowSpecBox: Aplicações leves para CLI e GUI (2)

Posted in Debian, LowSpecBox on Novembro 14, 2010 by ovigia

Depois de na 1ª parte ter deixado links para diversos sistemas operativos livres, óptimos para correrem em hardware mais antigo, vou agora deixar aqui uns quantos links para blogs e sites que tratam o tema das aplicações leves para construir-mos uma LowSpecbox.

Para ser mais fácil updates a esta entrada serão efectuados nos comentários….

Blogs/links para apps e CLI Bash/Zsh

Dicas para instalar distros leves

Powered by ScribeFire.

Anúncios

Fedora: o meu desktop perfeito (1)

Posted in Fedora on Novembro 14, 2010 by ovigia

Como já saberão a minha distro favorita é a Debian e suas derivadas muito especialmente as que são 100% Debian compatíveis (*buntus estão de fora), mas GNU/Linux é sinónimo de liberdade e de conhecimento, como tal também gosto de aprender a mexer noutras distros, nomeadamente a Fedora e RHEL based distros como a CentOS, ClearOS, Zentyal etc

Vai daí e hoje dou início a umas quantas entradas sobre o meu Desktop perfeito usando a distro Fedora 14, a última versão desta poderosa distro, com grande probabilidade optarei por instalar o desktop KDE no meu PC/torre.

https://i0.wp.com/spins.fedoraproject.org/static/images/content/kde-screenshot_splashy.png
via Fedora

Nesta primeira entrada vou apenas colocar alguns links para que se possa criar um poderoso e flexível desktop baseado nesta distro.


Fedora 14 Overview/Review (Gnome)  

 

Fedora (operating system) – Wikipedia, the free encyclopedia

Fedora (pronounced /fəˈdɔrə/) is an RPM-based, general purpose collection of software including an operating system based on the Linux kernel, developed by the community-supported Fedora Project and sponsored by Red Hat. The Fedora Project’s mission is to lead the advancement of free and open source software and content as a collaborative community. 

Fedora Project

Fedora is a fast, stable, and powerful operating system for everyday use built by a worldwide community of friends. It’s completely free to use, study, and share. 

Licensing:Main – FedoraProject

The goal of the Fedora Project is to work with the Linux community to create a complete, general purpose operating system exclusively from Free and Open Source software. 

All software in Fedora must be under licenses in the Fedora licensing list . This list is based on the licenses approved by the Free Software Foundation , OSI and consultation with Red Hat Legal.

[ Comunidade Fedora Brasil ]

Sobre | Fedora Brasil – Site oficial do Projeto Fedora Brasileiro

O que é Fedora?

O Fedora representa um conjunto de projetos patrocinados pela Red Hat e direcionados pelo Projeto Fedora. Estes projetos são desenvolvidos por uma imensa comunidade internacional de pessoas focadas em prover e manter as melhores iniciativas através dos padrões livres do software de fonte aberta.
O Fedora, projeto central o desenvolvimento da Distribuição GNU/Linux Fedora, é um sistema operacional baseado no Kernel Linux, sempre gratuito para ser usado, modificado e distribuído por qualquer pessoa

PROJETO FEDORA BRASIL • Ver Tópico – Guia DULI de Configuração – Fedora 14

Guia DULI de Configuração – Fedora 14 

easyLife | Fedora software management tool

easyLife allows new and even experienced users to install and configure software on Fedora, just by clicking. It’s simple and clean. 

RPM Fusion – RPM Fusion

RPM  Fusion provides software that the Fedora Project or Red Hat doesn’t want to ship. That software is provided as precompiled RPMs for all current Fedora versions and Red Hat Enterprise Linux 5; you can use the RPM Fusion repositories with tools like yum and PackageKit. 

RPM  Fusion is a merger of Dribble, Freshrpms, and Livna; our  goal is to simplify end-user experience by grouping as much add-on software as possible in a single location.

Torrent Server for the Fedora Project

Fedora Project Bittorrent Tracker 

Welcome – Docs

Fedora documentation describes how to install and use the Fedora operating system and the software packaged by the Fedora Project.
Select a language in the menu to the left, then select a Fedora release and a document title. Fedora documentation has been translated into around forty languages and is available in multi-page HTML, single-page HTML, PDF, and EPUB formats. 

pungi – Trac

The pungi project is two things. First and foremost it is a free opensource tool to spin Fedora installation trees / isos. It will be used to produce Fedora releases from Fedora 7 on until it is replaced by something better. Secondly pungi is a set of python libraries to build various compose-like tools on top of. Pungi provides a library with various functions to find, depsolve, and gather packages into a given location. It provides a second library with various functions to run various Anaconda tools on the gathered packages and create isos from the results. 

Fedora Project

There are multiple desktops available for use with Fedora. Each has a slightly different look and feel and offers varying levels of customization. Desktops affect how windows, icons, menus, and various basic desktop interfaces look and feel. You may want to try a few different ones and figure out which one is best for you! 

Fedora Project

Fedora spins are alternate versions of Fedora, tailored for various types of users via hand-picked application sets and other customizations. 


Outras distros baseadas na Fedora

Omega – Fedora for the rest of us

Omega is a completely free and open source Linux based operating system. It is a installable Live image that includes comprehensive multimedia functionality out of the box. It is a Live image that can be optionally installed to your hard disk. Omega is 100% compatible with Fedora and a Fedora Remix only including packages from Fedora, RPM Fusion and Livna software repositories 

https://i1.wp.com/openxange.com/sites/default/files/images/xange.desktop.sf_.png
via Xange

About Xange | Linux Technology!

Vixta > Xange is a Linux Operating System, based on Fedora, KDE and Open Source applications. 

Powered by ScribeFire.

Apps Financeiras e não só: Ainda há almoços grátis… no mundo do Software Livre

Posted in Apps on Novembro 10, 2010 by ovigia

“Não há almoços grátis”, esta é uma frase que se ouve amiúde em conversas mais ligadas à economia e finança e até na área das TI, no entanto no mundo do Software Livre ainda existem diversos almoços e até sobremesas grátis, a única coisa que se pede é que estejamos dispostos a pôr a mesa, ou seja aprendermos a usar esse software.

Ao consultar diversos blogs e sites relativos a informação económica apercebi-me que diversos ficheiros e dicas que por lá mencionam e que têm disponíveis para download geralmente são proprietários ou recomendam software desse tipo, há que mudar isso e explicar que existem alternativas muito válidas do lado do Software Livre, aqui ficam exemplos dele o qual se pode fazer o download e instalar de forma legal em qualquer computador, seja ele particular ou empresarial.

Tentando ser breve mas ao mesmo tempo oferecendo uma panorâmica geral do que se pode fazer com o computador que pensávamos já não servir para nada e que encostámos a um canto, vou tentar demonstrar que ele ainda pode servir para muito e bom trabalho, afinal de contas não é má ideia quer para a nossa bolsa quer para o planeta levarmos em conta o Manifesto da Reparação.

Começo esta entrada com exemplos de Suites de escritório livres / Folhas de Cálculo e Processadores de texto.

Por forma a abrir e trabalhar nos ficheiros disponibilizados por esses sites, existe diverso software livre que podemos usar.
Já agora a melhor forma de partilhar este tipo de ficheiros é usando os formatos padrão ISO, ODF e PDF suportados pelo software referido abaixo bem como pelo MS-Office usando o plugin ODF-Converter. (Seria útil que a malta do LibreOffice criasse um plugin uma vez que desconfio bastante deste patrocinado pela microsoft, o que a Sun disponibilizava era muito bom, mas após a aquisição pela Oracle passou a ser bem pago)

A sua utilização é em tudo semelhante ao conhecido MS-Office, é usado em empresas como por exemplo a portuguesa Radio Popular bem como no Banco do Brasil e Gendarmerie francesa, entre outros locais.

https://i1.wp.com/www.documentfoundation.org/img/slides/scaled/extrusion-small.png 

via LibreOffice

  • Abiword – um leve e rápido processador de texto, muito semelhante a versões mais antigas do MS-Word.

O projecto Abisource disponibiliza ainda de forma gratuita um local online onde podemos guardar os nossos documentos, bem como diversos plugins, incluindo dicionários.

https://i2.wp.com/www.abisource.com/screenshots/abi-macosx.jpg
via Abisource
https://i2.wp.com/projects.gnome.org/gnumeric/images/gnumeric-sample.png 

via Gnumeric

  • Google Docs
    – existe ainda a possibilidade de usar os ficheiros disponibilizados no
    Pedro e o blog directamente online através do google docs que está
    facilmente acessível a qualquer pessoa com uma conta do Gmail.

A google oferece também para além do espaço onde podemos guardar os documentos online, cerca de 1Gb, um processador de texto, folha de cálculo e programa de apresentações, tudo com a possibilidade de exportar os ficheiros para os formatos padrão ISO reconhecido internacionalmente, como o ODF e o PDF.

Se usarem o browser Mozilla Firefox têm ainda duas extensões que vos facilitarão as coisas, podendo manipular directamente os ficheiros sempre online, são elas a Better Gmail e a Google Docs Viewer.

Para encerrar esta primeira parte, indico ainda alguns leitores de ficheiros PDF que são mais rápidos, mais leves e mais seguros que o habitual Adobe Reader.

Termino esta já longa entrada com exemplos de Software Livre para a Gestão Financeira pessoal e de Bolsa de Valores.

https://i2.wp.com/www.grisbi.org/images/screenshots/grisbi-cvs-transactions.png 

via Grisbi

Por último e para os mais aventureiros que queiram como acima refiro,
retirar o pó a algum computador que tenham já na arrecadação, seja desktop ou portátil e que queiram torná-lo numa ferramenta de trabalho porque não experimentar uma distribuição de GNU/Linux como a Linux Mint LXDE, LM Xfce, ou ainda a #!CrunchBang, leves, bonitas, fáceis de instalar e de usar e que com dois ou três cliques podem instalar todo este software de forma muito fácil, sem custos e ainda por cima sem malware ou viroses.

Ou ainda ir seguindo a minha colecção de entradas sobre Software Livre para criar uma máquina de trabalho e consulta ainda mais leve que a acima referenciada, a #LowSpecBox 🙂

https://i0.wp.com/linuxmint.com/pictures/screenshots/isadora/xfce/isadora.png 

Powered by ScribeFire.

LowSpecBox: distros para hardware antigo (1)

Posted in Apps, CLI, LowSpecBox on Novembro 2, 2010 by ovigia

Nesta entrada vou deixar links para algumas distros e até para BSDs que são excelentes para brincar/aprender/trabalhar mas que requerem muito poucos recursos de hardware e que por isso são óptimas para instalar em máquinas mais antigas, o ideal são mesmo portáteis antigos, uma das razões para a escolha de portáteis é o seu baixo consumo de energia podendo como tal serem um excelente ponto de partida para um servidor caseiro, router, firewall e como têm hardware wireless até permitem criar um hotspot/rede adhoc/mesh, para além disso sempre ajudamos o planeta.

o meu desktop (#!CB Xfce) – apenas 61Mb de RAM

BSD
– qualquer BSD serve muito bem para criar uma lowspecbox e com ela aprender UNIX.

GNU/Linux

Distros e BSDs para routers e firewalls

  • IPCop“is a complete Linux Distribution whose sole purpose is to protect the networks it is installed on. By implementing existing technology, outstanding new technology and secure programming practices IPCop is the Linux Distribution for those wanting to keep their computers/networks safe.”
  • m0n0Wall“is a project aimed at creating a complete, embedded firewall software package that, when used together with an embedded PC, provides all the important features of commercial firewall boxes (including ease of use) at a fraction of the price (free software).
  • pfSense – “pfSense is a free, open source customized distribution of FreeBSD tailored for use as a firewall and router. In addition to being a powerful, flexible firewalling and routing platform, it includes a long list of related features and a package system allowing further expandability without adding bloat and potential security vulnerabilities to the base distribution.”
  • floppyfw is a router with the advanced firewall-capabilities in Linux that fits on one single floppy disc.
  • Devil-Linux“is a distribution which boots and runs completely from CDROM. The configuration can be saved to a floppy diskette or a USB pen drive. Devil Linux was originally intended to be a dedicated firewall/router but now Devil-Linux can also be used as a server for many applications.”
  • IPFire “is a linux-distribution that focusses on easy setup, good handling and a high niveau of security. It is operable via an intuitive webinterface, which offers a lot of playground for beginners and even experienced administrators”

Curiosidades/engenho:

Mais info:

Powered by ScribeFire.

Screencasts em GNU/Linux: Algumas aplicações GUI e CLI

Posted in Apps, CLI, GUI, Video on Outubro 30, 2010 by ovigia

Screencast – Wikipédia, a enciclopédia livre

Screencasts é o registo (gravação) da saída do vídeo gerado por computador em actividade. Pode ou não conter o áudio integrado.
São úteis para demonstrar características de softwares. Utilizadores podem relatar erros e colaboradores mostrar a outros como uma tarefa é realizada num ambiente específico.

Agora que já sabemos o que são screencasts vamos às aplicações que podem ser usadas em GNU/Linux quer em ambiente gráfico (GUI) quer em linha de comandos / Terminal (CLI)

https://i1.wp.com/xvidcap.sourceforge.net/instruct-Screenshot.jpg
via xvidcap

GUI:

CLI:

  • ffmpeg
  • xvidcap – também se pode usar directamente na CLI

Estes programas são bastante flexíveis e permitem output em formatos livres como Ogg Theora e Ogg Vorbis, caso queiram fazer upload para o youtube por exemplo e uma vez que este não suporta estes formatos podem no entanto converter [*] para outro formato livre e aberto que o youtube suporta de forma nativa o WebM que é VP8+mkv

Há também a possibilidade de criar uma espécie de mosaico/thumbnail de um conjunto de vídeos com o movie thumbnailer (mtn).

Alguns exemplos do uso em CLI via commandlinefu 🙂

Record your desktop
That will capture 200 seconds of video at fullscreen 1680×1050 resolution, but scaled down 25 percent, with 15 frames per second.
http://fusioncast.blogspot.com/2007/09/infobyte-how-i-record-my-desktop.html


$xvidcap –file filename.mpeg –fps 15 –cap_geometry  1680×1050+0+0 –rescale 25  –time 200.0 –start_no 0 –continue yes –gui no –auto

$ffmpeg -f x11grab -s wxga -r 25 -i :0.0 -sameq  /tmp/out.mpg  

Record a screencast and convert it to an mpeg
Grab X11 input and create an MPEG at 25 fps with the resolution 800×600

$ffmpeg -f x11grab -r 25 -s 800×600 -i :0.0  /tmp/outputFile.mpg

Capture video of a linux desktop

$ffmpeg  -f x11grab -s `xdpyinfo | grep ‘dimensions:’|awk ‘{print $2}’` -r 25 -i :0.0 -sameq /tmp/out.mpg >  /root/howto/capture_screen_video_ffmpeg


Mais info
How to upload a video to YouTube and ensure it is viewable in WebM
[*]

1 41 Screenshot-VLC media player.png
9 41 Screenshot-Convert.png

Powered by ScribeFire.

Software Livre de: WebTV, HTPC e Torrents

Posted in Apps, CLI, GUI, P2P/F2F, Video, Web on Outubro 25, 2010 by ovigia

Na entrada de hoje vou falar das minhas preferências de software livre para dois fins que em alguns casos acabam por serem coincidentes e terem objectivos comuns, assistir aos melhores vídeos que podem ser encontrados na rede.

Essa coisa de assistir a programas na TV já está completamente démodé 😉 eu pelo menos há muito tempo que pouco ou nada vejo nas TVs, ou há-de ser propaganda política ou programação idiota, já para não falar de filmes ainda mais idiotas ou já repetidos dezenas de vezes.

Tudo ou quase tudo está na grande rede, é só necessário ter as ferramentas certas.

Para gravar algumas boas séries dos canais de cabo, que me recuso a ter, também existe excelente software como a seguir indicarei.

Miro 3.5 on Mac OS X
via Miro

WebTV:

  • Miro“An amazing open-source, non-profit video player.”
  • Tivion“Tivion is a simple streaming player for TV online. It’s a program that I
    develop with Python using the GTK library, PyGTK and the backend of
    player Mplayer. “
  • Tribler“Tribler is an application that enables its users to find, enjoy
    and share content. With content we mean video, audio, pictures, and much
    more.”
https://i2.wp.com/tribler.org/images/screenshot-5.2.png
via Tribler


TV:
LinuxTV

  • tvtimetvtime is a high quality television application for use with
    video capture cards on Linux systems.
    tvtime processes the
    input from a capture card and displays it on a computer monitor or
    projector.”
  • xawtv“xawtv started as TV application for the bttv
    driver
    , because the Motif-based “xtvscreen” was the only
    TV application at this time.”

Oh, Mojo screenshot
via tvtime

Ou tudo integrado em projectos como:

  • MythTV“MythTV is a Free Open Source software digital video recorder (DVR) project
    distributed under the terms of the GNU GPL.”
  • Freevo
    Freevo is an open source HTPC media centre software integrating PVR / DVR funtionality along with music, video, gaming,
    home automation and more. It is written in python and uses existing popular software such as mplayer,
    xine and vlc. Primarily aimed at the Linux platform it is also possible to run on OSX and for the
    determined on Windows. It is the main mythtv alternative.”
  • GeeXbox – “GeeXboX is a free and Open Source Media-Center purposed Linux
    distribution for embedded devices and desktop computers. GeeXboX is not
    an application, it’s a full-featured OS, that one can boot as a LiveCD,
    from a USB key, an SD/MMC card or install on its regular HDD.”
  • LinuxMCE“LinuxMCE is a free, open source add-on to Kubuntu which is mostly licensed under GPL.”
  • xbmc – “XBMC is an award-winning free and open source (GPL) software media player and entertainment hub for digital media.”
https://i1.wp.com/geexbox.org/img/freevo-scr-video.png
via freevo

File:Arclight.png
via mythtv

Torrents:

  • rtorrent – o meu favorito cliente de bittorrent, mas para a linha de comandos (CLI), também tem uns quantos front-ends, especialmente web.
  • qbittorrent – o meu favorito em KDE, o Ktorrent também não é nada mau
  • deluge – quando uso Window Managers como o Xfce, E17, Openbox e não Desktop Environments como KDE ou GNOME; também é excelente
  • transmission-cli – reparem no pormenor CLI, não uso a versão GUI, para isso prefiro os que acima menciono, agora o transmission tem esse pormenor interessante de poder-mos usá-lo também directamente na linha de comandos e com direito a Bluetack (PeerGuardian) blocklists

Screenshot
via qBittorrent

File:Rtorrent.png
via rtorrent/wikipedia

Em P2P/F2F/darknets existe ainda software livre mais especializado para trocar ficheiros de forma segura entre amigos, familiares etc como havia mencionado nesta entrada, Backups online – Algumas ferramentas, incluindo self-made 🙂

Mais info:

Powered by ScribeFire.

Backups online – Algumas ferramentas, incluindo self-made :)

Posted in Apps, Backups, Hardware, Segurança, Web on Outubro 24, 2010 by ovigia

Por puro acaso uma vez que não sou grande utilizador de serviços de backups online, nem sequer uso o UbuntuOne apesar de ter conta, encontrei alguma info interessante para quem gosta ou necessita deste tipo de serviços.

https://i1.wp.com/retroshare.sourceforge.net/pics/retrosharetransfer.png
via Retroshare

Para já o google docs vai-me servindo, claro que a info mais sensível que lá coloco está encriptada.

O primeiro local a visitar é este link, ‘7 of the Best Free Linux Online Backup Solutions’

Das soluções que eles propõem, as que mais me agradam são:

Online Backup Solutions

  • Dropbox Extremely elegant online service which uses cloud technology
  • Spideroak Backup with a “Zero Knowledge” approach to encryption and privacy
  • Wuala Secure online storage where users can earn additional space
  • Ubuntu One Canonical’s storage application and service
  • ADrive Virtual hard drive for online file storage and file sharing

O Wuala é técnicamente o que mais me chama à atenção, pena que ainda não exista uma ferramenta/serviço completamente livre que implemente as mesmas técnicas de backup, encriptação e P2P.

Existe um projecto livre para substituir o Dropbox, mas tenho algumas dúvidas uma vez que usam o cancro MS-Novell-MONO… chama-se SparkleShare.

Quer dizer, teoricamente existe algo que se pode muito relativamente aproximar, o chamado software de F2F (friend to friend) / Darknets.

Alguns exemplos que recomendo:

  • Retroshare – muito fácil de usar, bastante recomendado; “filesharing, chat, messages, forums and channels”
  • OneSwarm – também muito fácil, mas como é baseado no Azureus/Vuze usa Java, logo é mais pesado
  • Freenet
  • GNUnet

Mas o ideal é nós criarmos a nossa própria nuvem, algo que nós controlamos totalmente e ter os nossos backups, encriptados é claro, mas com acesso a eles via a grande Rede e para isso dêem olhada a estes artigos 🙂


via lifehacker

Quanto ao software para tal é dar olhada ao diverso software já nosso conhecido, distro GNU/Linux ou BSD, OpenSSL, GnuPG, rsync, lsyncd e claro discos rígidos (um portatil velhinho que gasta pouca energia para um servidor ou ainda um PlugComputer) e alguma paciência para montar e configurar tudo, mas merece bem a pena, afinal de contas Segurança e Privacidade têm um custo 🙂

lsyncd – Project Hosting on Google Code

Lsyncd uses rsync to synchronize local directories with a remote machine running rsyncd. Lsyncd watches multiple directories trees through inotify. The first step after adding the watches is to rsync all directories with the remote host, and then sync single file by collecting the inotify events. So lsyncd is a light-weight live mirror solution that should be easy to install and use while blending well with your system. See lsyncd –help for detailed command line options. 

Por fim termino com esta lista de software, 21 of the Best Free Linux Backup Software, para executar-mos os nossos backups, a minha favorita é o rsync 🙂

Powered by ScribeFire.