Archive for the GUI Category

Clonar, criar Imagens, efectuar Backups (cópia de segurança) e recuperar ficheiros

Posted in Apps, Backups, CLI, GUI on Outubro 10, 2011 by ovigia

Se por acaso andam à procura de semelhantes ferramentas, aqui ficam então 6 listas que por certo irão servir para proteger a vossa informação e poupar muito trabalho….

Há ferramentas para todas as plataformas ou quase, como sempre as minhas preferidas e as que unicamente uso, pelo menos em casa ou para ajudar conhecidos e amigos, são todas Software Livre.

via Debian

Cloning (clonar)

Imaging (criar imagens)

Backup (cópias de segurança)

Recuperar ficheiros

Distros LiveCD e USB para recuperar sistemas

Remaster – criar as próprias distros

Mais listas de distros, a livecdlist e a distrowatch

Anúncios

Screencasts em GNU/Linux: Algumas aplicações GUI e CLI

Posted in Apps, CLI, GUI, Video on Outubro 30, 2010 by ovigia

Screencast – Wikipédia, a enciclopédia livre

Screencasts é o registo (gravação) da saída do vídeo gerado por computador em actividade. Pode ou não conter o áudio integrado.
São úteis para demonstrar características de softwares. Utilizadores podem relatar erros e colaboradores mostrar a outros como uma tarefa é realizada num ambiente específico.

Agora que já sabemos o que são screencasts vamos às aplicações que podem ser usadas em GNU/Linux quer em ambiente gráfico (GUI) quer em linha de comandos / Terminal (CLI)

https://i1.wp.com/xvidcap.sourceforge.net/instruct-Screenshot.jpg
via xvidcap

GUI:

CLI:

  • ffmpeg
  • xvidcap – também se pode usar directamente na CLI

Estes programas são bastante flexíveis e permitem output em formatos livres como Ogg Theora e Ogg Vorbis, caso queiram fazer upload para o youtube por exemplo e uma vez que este não suporta estes formatos podem no entanto converter [*] para outro formato livre e aberto que o youtube suporta de forma nativa o WebM que é VP8+mkv

Há também a possibilidade de criar uma espécie de mosaico/thumbnail de um conjunto de vídeos com o movie thumbnailer (mtn).

Alguns exemplos do uso em CLI via commandlinefu 🙂

Record your desktop
That will capture 200 seconds of video at fullscreen 1680×1050 resolution, but scaled down 25 percent, with 15 frames per second.
http://fusioncast.blogspot.com/2007/09/infobyte-how-i-record-my-desktop.html


$xvidcap –file filename.mpeg –fps 15 –cap_geometry  1680×1050+0+0 –rescale 25  –time 200.0 –start_no 0 –continue yes –gui no –auto

$ffmpeg -f x11grab -s wxga -r 25 -i :0.0 -sameq  /tmp/out.mpg  

Record a screencast and convert it to an mpeg
Grab X11 input and create an MPEG at 25 fps with the resolution 800×600

$ffmpeg -f x11grab -r 25 -s 800×600 -i :0.0  /tmp/outputFile.mpg

Capture video of a linux desktop

$ffmpeg  -f x11grab -s `xdpyinfo | grep ‘dimensions:’|awk ‘{print $2}’` -r 25 -i :0.0 -sameq /tmp/out.mpg >  /root/howto/capture_screen_video_ffmpeg


Mais info
How to upload a video to YouTube and ensure it is viewable in WebM
[*]

1 41 Screenshot-VLC media player.png
9 41 Screenshot-Convert.png

Powered by ScribeFire.

Software Livre de: WebTV, HTPC e Torrents

Posted in Apps, CLI, GUI, P2P/F2F, Video, Web on Outubro 25, 2010 by ovigia

Na entrada de hoje vou falar das minhas preferências de software livre para dois fins que em alguns casos acabam por serem coincidentes e terem objectivos comuns, assistir aos melhores vídeos que podem ser encontrados na rede.

Essa coisa de assistir a programas na TV já está completamente démodé 😉 eu pelo menos há muito tempo que pouco ou nada vejo nas TVs, ou há-de ser propaganda política ou programação idiota, já para não falar de filmes ainda mais idiotas ou já repetidos dezenas de vezes.

Tudo ou quase tudo está na grande rede, é só necessário ter as ferramentas certas.

Para gravar algumas boas séries dos canais de cabo, que me recuso a ter, também existe excelente software como a seguir indicarei.

Miro 3.5 on Mac OS X
via Miro

WebTV:

  • Miro“An amazing open-source, non-profit video player.”
  • Tivion“Tivion is a simple streaming player for TV online. It’s a program that I
    develop with Python using the GTK library, PyGTK and the backend of
    player Mplayer. “
  • Tribler“Tribler is an application that enables its users to find, enjoy
    and share content. With content we mean video, audio, pictures, and much
    more.”
https://i2.wp.com/tribler.org/images/screenshot-5.2.png
via Tribler


TV:
LinuxTV

  • tvtimetvtime is a high quality television application for use with
    video capture cards on Linux systems.
    tvtime processes the
    input from a capture card and displays it on a computer monitor or
    projector.”
  • xawtv“xawtv started as TV application for the bttv
    driver
    , because the Motif-based “xtvscreen” was the only
    TV application at this time.”

Oh, Mojo screenshot
via tvtime

Ou tudo integrado em projectos como:

  • MythTV“MythTV is a Free Open Source software digital video recorder (DVR) project
    distributed under the terms of the GNU GPL.”
  • Freevo
    Freevo is an open source HTPC media centre software integrating PVR / DVR funtionality along with music, video, gaming,
    home automation and more. It is written in python and uses existing popular software such as mplayer,
    xine and vlc. Primarily aimed at the Linux platform it is also possible to run on OSX and for the
    determined on Windows. It is the main mythtv alternative.”
  • GeeXbox – “GeeXboX is a free and Open Source Media-Center purposed Linux
    distribution for embedded devices and desktop computers. GeeXboX is not
    an application, it’s a full-featured OS, that one can boot as a LiveCD,
    from a USB key, an SD/MMC card or install on its regular HDD.”
  • LinuxMCE“LinuxMCE is a free, open source add-on to Kubuntu which is mostly licensed under GPL.”
  • xbmc – “XBMC is an award-winning free and open source (GPL) software media player and entertainment hub for digital media.”
https://i1.wp.com/geexbox.org/img/freevo-scr-video.png
via freevo

File:Arclight.png
via mythtv

Torrents:

  • rtorrent – o meu favorito cliente de bittorrent, mas para a linha de comandos (CLI), também tem uns quantos front-ends, especialmente web.
  • qbittorrent – o meu favorito em KDE, o Ktorrent também não é nada mau
  • deluge – quando uso Window Managers como o Xfce, E17, Openbox e não Desktop Environments como KDE ou GNOME; também é excelente
  • transmission-cli – reparem no pormenor CLI, não uso a versão GUI, para isso prefiro os que acima menciono, agora o transmission tem esse pormenor interessante de poder-mos usá-lo também directamente na linha de comandos e com direito a Bluetack (PeerGuardian) blocklists

Screenshot
via qBittorrent

File:Rtorrent.png
via rtorrent/wikipedia

Em P2P/F2F/darknets existe ainda software livre mais especializado para trocar ficheiros de forma segura entre amigos, familiares etc como havia mencionado nesta entrada, Backups online – Algumas ferramentas, incluindo self-made 🙂

Mais info:

Powered by ScribeFire.

A minha Debian e Crunchbang #1

Posted in Apps, APT, CLI, Debian, GUI on Abril 26, 2010 by ovigia

Vou dar início a mais uma entrada aqui no Debian Dicas tendo como objectivo uma mental note de tudo o que gosto de ter instalado nos meu Laptop e futuro Netbook, que espero venha a ser um com CPU ARM.

https://i2.wp.com/www.linuxinsight.com/files/images/why-mike-likes-debian.jpg

Nesses computadores opto sempre por escolher aplicações leves dando preferência a aplicações que correm na CLI (linha de comandos).

No título menciono Debian e #!CrunchBang porque como já escrevi no Nixware, a #!CB (CrunchBang) a partir da nova versão que já está disponível em versão alpha, a Statler, que é baseada na versão Testing/Squeeze da Debian, a futura versão estável desta venerável distro, como tal instalar qualquer uma das duas é uma excelente opção.

Outra das razões de não estar a fazer grandes distinções entre instalar uma ou outra é o facto de ambas usarem o instalador da Debian e ainda o facto da #!CB usar dois gestores de janelas leves, o OpenBox e o Xfce, ambos muito bons para instalar neste tipo de máquinas.

É claro que em qualquer uma se pode escolher instalar outro gestor ou mesmo um desktop manager como o KDE.

Outras boas escolhas para este tipo de hardware são o Fluxbox, E17, LXDE bem como o Pekwm.

Num portátil ou netbook convém instalar-mos algumas medidas de segurança como é o caso de LVM com encriptação, pelo menos para a partição/volume onde está a HOME/directoria dos utilizadores.

Termino esta primeira parte descrevendo brevemente como os meus discos de laptops geralmente ficam particionados, uso sempre uma partição para o root file system /, outra para a Swap e outra para a directoria dos utilizadores HOME.

Minitube: ver e procurar no youtube sem browser e sem flash

Posted in Apps, GUI, Video on Outubro 20, 2009 by ovigia

Algures na feed do FriendFeed encontrei a indicação para esta pérola escrita usando a biblioteca QT que como todos sabem, RULA…. e é a fundação do fabuloso KDE.

Trata-se do Minitube, uma aplicação de pouco mais de 100Kb que permite fazer a busca no youtube de vídeos que desejemos e vê-los sem necessitar-mos de qualquer browser e muito menos do cancro adobe flash!

Melhor mesmo só quando o HTML5+js+css+svg+canvas+ogg vorbis/theora nos livrarem das pragas adobe flash e microsofre-novell-moonlight/silverlight.

Alguns exemplos do que um conjunto de ferramentas que seguem padrões abertos e livres permitem, podem ser testadas aqui, aqui e aqui…… mas só funcionam com browsers a sério, como tal o microsofre Iexploder está de fora, a não ser que o pacth que o google fez para ele o remende 😉

Quanto ao Minitube e como estou a usar Debian testing/unstable e Kubuntu 9.04 e não perdendo tempo para o compilar, basta usar o pacote DEB que se encontra no getdeb.

Ora aqui fica uma screenshot do prog 🙂 que até funciona no Nokia N900 🙂
Só falta mesmo o Flavio, o autor desta maravilha, ter em conta a dica que lhe dei no seu blog para integrar no Minitube o cclive+abby isso sim é que era de valor!

De uploads

P.S. o Totem usando o plugin youtube também faz algo semelhante, outra hipótese é usar o MPlayer no browser em vez do plugin flash.
No entanto gosto mais do Minitube até porque usa a QT 🙂

Powered by ScribeFire.